segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

REUNIÃO SEEL E SREC NESTA TERÇA.

A SEEL acabada de contatar os representantes do SÃO RAIMUNDO E. C. para agendar reunião com os novos Titulares da Pasta, Sahid Xerfan e Cristian Costa.
A reunião seria inicialmente no dia 26/01, mas, por solicitação do Clube a mesma acontecerá às 09 horas desta terça-feira na sede da Secretaria anexa ao “Mangueirão”.
Na ocasião serão tratados de assuntos ligados ao Campeonato Paraense de Futebol e outros projetos específicos do Clube.

G6 PRESSIONA POR MAIOR PARTICIPAÇÃO NA VERBA DO TELEVISIONAMENTO


O CAMPEONATO PARAENSE 2011 iniciou quente dentro e fora de campo. Além da excelente  média de gols da 1ª rodada, os bastidores ferveram como nunca por conta das articulações e protestos do chamado “Grupo dos 6”(G6).
Na 5ª feira (20.01) ÁGUIA; CAMETÁ; CASTANHAL; INDEPENDENTE; SÃO RAIMUNDO e TUNA se reuniram na sede da TUNA LUSO BRASILEIRA e traçaram um plano de ação para tentar sensibilizar o Governo do Estado quanto a enorme disparidade entre os valores pagos pela FUNTELPA pelos direitos de televisionamento do Campeonato Paraense, em relação a dupla REMO e PAYSANDÚ.

Vice-Governador Helenilson Pontes; Dep. Alexandre Von
Sandeclei Monte (SREC); Fabiano Bastos (TUNA);
Gil Correa (Castanhal); Pedro Paulo (Independente) e
André Cavalcante em reunião na última sexta-feira.
Foto: Sinval Jr

Na 6ª feira, o Deputado ALEXANDRE VON reuniu com os representantes dos Clubes e em seguida articulou uma reunião com o Vice-Governador HELEINILSON PONTES que, além de ouvir as ponderações do G6, ainda se comprometeu a advogar os pleitos apresentados junto ao Governador Simão Jatene.
Sem um posicionamento oficial, no sábado, dia da abertura do Campeonato, na cidade de Marabá, tanto o Clube local (ÁGUIA), quanto o visitante (TUNA) entraram em campo com uma faixa que dizia: “PARAENSE 2011 – Campeonato do MILHÃO contra o TOSTÃO. DEMOCRACIA!”
A repercussão foi imediata e a resposta não tardou a chegar, uma vez que no domingo dia da estréia do PAYSANDÚ na “Curuzú”, a diretoria da FPF se empenhou em demover o CASTANHAL de aderir aos protestos. Mesmo com ameaças explicitas de retaliações o Japim da Estrada não se intimidou e aderiu ao protesto utilizando faixa com os mesmos dizeres. Além disso, o time de Castanhal ainda proibiu o televisionamento do jogo em uma demonstração de independência e força.
No mesmo dia o protesto se repetiu em Cametá, onde jogaram CAMETÁ SPORT CLUB e INDEPENDENTE ATLÉTICO CLUBE.
Nesta 2ª feira a pressão continua, só que desta vez em cima do SÃO RAIMUNDO já que o Clube é um dos líderes do G6. Se uma posicionamento oficial do Governo não for externado até à hora do jogo o Pantera repetirá o protestos dos outros Clubes e adentrará ao gramado do “Baenão” com uma faixa similar às dos demais. Quanto à transmissão do jogo o SREC já contatou à FUNTELPA informado que não se opõe.
Ainda na manhã da 2ª feira o Dep. ALEXANDRE VON informou que as negociações estão adiantadas e ainda nesta semana o G6 deverá ser recebido pelo Governador para tratar do assunto.
Muita água ainda vai rolar por baixo desta ponte.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

CLUBES x VERBA DE TELEVISIONAMENTO

Como havia sido prometido, abaixo a integra do expediente que será encaminhado ao Governador Simão Jatene através do Deputado Federal Arnaldo Jordy, tratando da distribuição da renda do televisionamento do Campeonato Paraense 2011 entre outros.

___________________________
Belém, 20 de janeiro de 2011.
Ofício nº 001/2011

GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ
AT. Exmo. Sr. Simão Jatene
GOVERNADOR

Exmo. Sr. Governador do Estado do Pará

ÁGUIA DE MARABÁ FUTEBOL CLUBE, agremiação desportiva com sede na cidade de Marabá/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Sebastião Ferreira Neto; CAMETÁ SPORT CLUB, agremiação desportiva com sede na cidade de Cametá/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Benedito Fernando Pereira Camarinha; CASTANHAL ESPORTE CLUBE, agremiação desportiva com sede na cidade de Castanhal/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Francisco Gilberto Pereira Corrêa; INDEPENDENTE ATLÉTICO CLUBE, agremiação desportiva com sede na cidade de Tucuruí/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Wanderley da Silva Santos; SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE, agremiação desportiva com sede na cidade de Santarém/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Rosinaldo Batista do Vale; e TUNA LUSO BRASILEIRA, agremiação desportiva com sede na cidade de Belém/PA, nesta representado por seu Presidente estatutariamente eleito, Fabiano Antônio Siqueira Bastos, TODOS disputantes da 1ª Divisão do Campeonato Paraense de Futebol, Divisão de Profissionais, no certame de 2011, vêm, a presença de V. Exª., expor e requerer o que segue:

1.         No início de 2009, alguns dos Clubes disputantes do PARAENSE daquele ano foram surpreendidos com a notícia que o referido Campeonato seria televisionado pela TV CULTURA, emissora vinculada à FUNTELPA.
1.1.     Contudo, é importante informar que na verdade toda a negociação para o referido televisionamento já vinha ocorrendo há algum tempo, mas se restringindo somente à FPF – Federação Paraense de Futebol, e os também disputantes Clube do Remo e Paysandú Sport Club.

2.         Na ocasião foi informado que a contrapartida do televisionamento seria o repasse aos Clubes de R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais), notícia que deixou todos contentes haja vista se tratar, o que notório, de uma competição deficitária.

3.         Ocorre que foi omitido que pelos mesmos direitos, os disputantes Clube do Remo e Paysandú Sport Club receberiam MAIS DE R$1.200.000,00 (UM MILHÃO E DUZENTOS MIL REAIS), EM ABSURDO E INSUPORTÁVEL TRATAMENTO DESIGUAL.

4.         Infelizmente pelo iminente início do Campeonato e arrocho financeiro por que passavam (e passam) os Clubes, a referida situação foi forçadamente aceita.

5.         Mesmo tendo sido aceito o acordo com bases tão desproporcionais a discussão não cessou, haja vista que por iniciativa dos Deputados Alexandre Von e Ítalo Mácola, entre outros, foi realizada uma Sessão Especial na Assembléia Legislativa do Pará para tratar da promoção desta enorme desigualdade patrocinada com dinheiro público. Na ocasião foi enviado expediente ao Poder Executivo cobrando explicações em relação ao assunto, contudo, de forma prática nada mudou, restando aos Clubes, pelas circunstâncias, aceitar esta verdadeira humilhação imposta pelos mentores do Contrato.

6.         A esperança de mudança deste cenário humilhante surgiu com a campanha eleitoral de 2010, quando foi noticiado que se eleito este Governo iria rever esta situação e dividir de forma mais democrática e isonômica a verba destinada pela FUNTELPA. Este sentimento foi reforçado por V. Exª. quando, em entrevista ao “Bom Dia Pará” do dia 03/01/2011, ao afirmar que o novo Governo iria desenvolver uma política para contemplar todo o futebol do Pará e não só Remo e Paysandú.

7.         Infelizmente não é o que esta se vendo, pois no início desta semana foi informado que ao contrário do que ostensivamente divulgado pela imprensa, o antigo contrato assinado com a gestão passada não havia sido denunciado a pedidos da própria FUNTELPA e assim iriam ser mantidas para o Campeonato deste ano as mesmas disposições anteriores, ou seja, MAIS DE UM MILHÃO PARA UNS (Remo e Paysandú) e MENOS DE CINQUENTA MIL PARA OUTROS (o resto, na amplitude do termo).

8.         Não querendo e podendo acreditar que as promessas e afirmações deste novo Governo e, especialmente, de V. Exª. não passaram de mero exercício de retórica, é que os Clubes signatários solicitam uma audiência para tratar do assunto o mais rápido possível, uma vez que o PARAENSE 2011 já inicia no próximo sábado, 22/01/2011.

9.         Sabedores do bom acolhimento das nossas solicitações, aproveitamos o ensejo para manifestar nossos votos de apreço e elevado estima, além de sucesso para esta nova Gestão.

Atenciosamente.

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

PARAZÃO 2011 - NOTÍCIAS.

Na condição de representante do SÃO RAIMUNDO E.C. na Federação Paraense de Futebol, sai a pouco da reunião que tratou das questões financeiras do PARAZÃO 2011.
Fora os assuntos rotineiros como confecção de ingressos, divulgação de renda, despesas, etc., podem ser destacado os seguintes pontos:
VIAGENS DOS CLUBES – Como nos dois anos anteriores a SEEL irá bancar as despesas com transporte, hospedagem e alimentação. Apenas para Santarém a viagem será via aérea. Para os demais municípios o deslocamento se dará por estrada. Contudo, qualquer Clube poderá mudar a viagem de rodoviária para aérea desde que assuma a diferença.
TRANSMISSÕES DOS JOGOS – A FPF nada informou quanto às transmissões dos jogos, uma vez que a FUNTELPA ainda não manifestou interesse em continuar com o projeto do Governo anterior. Contudo, fonte fidedigna me confidenciou que a tendência é de que o Contrato seja firmado no decorrer da próxima semana. Caso isso se confirme, a verba destinada a dupla RExPA será mantida, assim como a dos outro Clubes ou seja, vai continuar o mesmo tratamento desigual dos últimos anos.
PROGRAMAS ESPECIAIS – O Vice-Presidente da FPF, José Ângelo Miranda, informou que já está sendo discutido dentro do Governo Jatene II um programa especial de troca de ingressos dos jogos do Paraense por Notas Fiscais. O programa paraense será inspirado no que já é desenvolvido com sucesso na Bahia e em Pernambuco, contudo, só valerá para o PARAZÃO 2012.
Outra informação relevante diz respeito ao pagamento de aluguel dos Estádios municipais utilizados no Campeonato. Conforme afirmado por todos representantes de Clubes do interior do Pará (os Clubes da Capital possuem Estádios próprios), todas as Prefeituras (Marabá, Castanhal, Tucuruí e Cametá) repassam a referida verba para ajudar os Clubes. Neste Parazão até o “Mangueirão” isentará os Clubes quando utilizado. Assim, se o quadro do ano passado se repetir, apenas a Prefeitura de Santarém cobrará aluguel pela utilização do “seu” Estádio.

Até o "Mangueirão" não cobra aluguel dos Clubes.
Só o "Colosso do Tapajós" ainda mantém esta política.
ISENÇÃO JÁ!


DR. VICENTE JOSÉ MALHEIROS DA FONSECA E O HINO DO PANTERA.

Como citado no artigo “SÃO RAIMUNDO E. C. – HINO OFICIAL” postado em 09.01.2011, o Hino Oficial do Pantera Negra Santareno é de autoria do saudoso Alvinegro Maestro Isoca, que o compôs a pedido do então Prefeito e Presidente do Clube Everaldo Martins.
Com o passar dos anos a letra e a música do Hino Oficial se perderam e a atual Diretoria buscava de todas as maneiras recuperar esta verdadeira relíquia, não só pelo resgate histórico como, também, pela sua “genética”, já que pouco Clubes tem o orgulho de ostentar um hino de autoria tão ilustre.
Por isso, foi com muita satisfação e alegria que transcrevemos do Blog do Jornalista Jeso Carneiro a letra do Hino postada na mesma data pelo Dr. Vicente José Malheiros da Fonseca, filho do autor e também musicista. Na mesma ocasião enviamos mensagem eletrônica ao Dr. Vicente Malheiros agradecendo a divulgação da letra e solicitando a gravação do Hino.
Ontem, 13.01.2011, recebemos duas atenciosas mensagens do Dr. Vicente Malheiros que por suas riquezas de detalhes em relação ao Hino e por relatar uma importante parte de sua obra gostaria de compartilhá-las com todos os leitores do blog (destaques nossos).
1ª MENSAGEM____________________

Prezado Dr. André Cavalcante,

Em atenção a seu pedido e em homenagem ao "Pantera", envio, em anexo, o "HINO DO ‘SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE’" (letra e música de Wilson Fonseca, maestro Isoca, meu saudoso pai), com arranjo que eu escrevi para Coro, Orquestra de Sopros, Percussão e Piano: partituras ("grade" e partes individuais de cada instrumento e do canto), letra, capa e arquivo "midi" (execução simulada por computador).

Esta mensagem contém 31 anexos.

Eis o efetivo instrumental (além do canto – coro em uníssono):

Flautim Dó
1ª Flauta Dó
2ª Flauta Dó
1º Clarinete Sib
2º Clarinete Sib
Clarinete Baixo Sib
1º Sax-Alto Mib
2º Sax-Alto Mib
Sax-Tenor Sib
Sax-Barítono Mib
1ª Trompa Fá
2ª Trompa Fá
1º Trompete Sib
2º Trompete Sib
1º Trombone Dó
2º Trombone Dó
Trombone Baixo
Eufônio Sib
Tuba Sib
Contrabaixo
Percussão (Pratos, Caixa e Bombo)
Vibrafone
Piano

...

Observações:

  1. além das partes individuais de cada instrumento da percussão, remeto uma pequena "grade" da percussão (pratos, caixa e bombo);
  2. além da tuba sib, o arranjo contém a partitura do contrabaixo elétrico, para imprimir mais "peso" no baixo.

...


Veja a letra do hino:

HINO DO SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE
Letra e Música: Wilson Fonseca (1969)

Neste canto vibrante de fé,
Vamos todos com alma sincera
Levantar nosso brado, de pé,
Ao valente e altivo “PANTERA”.

Os teus feitos te envolvem de glórias
Conquistadas por bravos, por fortes.
Em tuas lutas se buscas vitórias,
Tens por mira elevar os esportes.


Estribilho
“São Raimundo” de raça, querido
Alvinegro que o povo quer bem,
Nos gramados tu és sempre aplaudido
Pois teu nome traduz Santarém.

“São Raimundo” de raça, querido
Alvinegro que o povo quer bem,
Nos gramados tu és sempre aplaudido
Pois teu nome traduz Santarém.

(...)

Escrevi também um arranjo mais simples para Canto e Piano.

Não sou torcedor do "São Raimundo", mas do "São Francisco Futebol Clube de Santarém", o 'Leão Azul' da Pérola do Tapajós.

O "São Francisco" também tem o seu hino, de autoria de Emir Bemerguy.

Para o 'Leão Azul' eu compus, em 1973, o hino-marcha "Preito ao São Francisco Futebol Clube de Santarém", cuja letra está na sua comunidade no Orkut:


Aliás, meu pai torcia pelo Vasco da Gama e eu, pelo Flamengo, no Rio de Janeiro. Em São Paulo, ele torcia pelo "São Paulo" e eu torço pelo Palmeiras. Em Belém, ele torcia pelo Clube do Remo e eu, pelo Paysandu.

Todavia, na música torcemos pelo mesmo time: o time da boa música!

Por isso, não posso negar a beleza de mais este hino composto por Wilson Fonseca, em 1969, tempo áureo do futebol santareno, quando o "São Raimundo" esteve sob o prestígio do Dr. Everaldo Martins (Prefeito Municipal de Santarém, nos períodos de 1963-1967 e 1971-1974), que também apoiou a fundação, em 1963, da Banda de Música "Prof. José Agostinho", dirigida por meu pai e por meu tio Wilde Fonseca (maestro Dororó), graças à iniciativa partida dos sargentos João de Deus Damasceno e Raimundo Nonato da Costa Bittencourt, dirigentes do "Tiro de Guerra 190", de Santarém-PA, onde a banda ensaiava (ver Wilson Fonseca, em "Meu Baú Mocorongo", vol. 3, páginas 731/747).

Me entusiasmei para escrever o arranjo orquestral deste hino ao encontrar no Orkut uma comunidade dedicada ao "São Raimundo":


Logo, postei no fórum da comunidade de Wilson Fonseca (maestro Isoca), no Orkut, a letra do hino:


Na ocasião, verifiquei também que o "São Raimundo" dispõe de um 'site' na Internet:


A postagem de 9 de janeiro de 2011, no blog do jornalista Jeso Carneiro (“Pantera, 67 anos de glórias”), revelou-me a existência do blog “Boteco, Samba e Futebol... Só o melhor da vida!...”, sob a sua administração, inclusive o registro sobre o “Hino do São Raimundo Esporte Clube”:




Agradeço as referências a meu respeito.

...

Ao elaborar o arranjo orquestral do hino, lembrei-me bastante do tempo em que toquei na Banda de Música "Prof. José Agostinho" (décadas de 60 e 70 do século XX), inicialmente sax-horn mib e depois barítono sib (espécie de bombardino ou eufônio), fazendo, neste caso, o contracanto para 'bordar' a melodia principal.

No arranjo que remeto em anexo, é possível perceber claramente os 'bordados' que criei para o eufônio (bombardino), além das inserções do flautim.

Todas as vezes que escuto uma banda de música tradicional, infalivelmente me lembro de alguns de seus integrantes, com os quais toquei e muito aprendi: José Marinho Batista (requinta ou clarinete mib e sax-alto mib); Carlos Plácido de Castro (clarinete sib); Firmino Paixão, o 'Mimi', e Emanuel Vasconcelos Almeida, o 'Manduca' (sax-alto mib); Sebastião Nogueira Sirotheau, o 'Bazinho' (sax-tenor sib); Sinézio Vasconcelos de Almeida e Euclides Ramos, o 'Quidó" (trompete sib); Manuel Marques de Almeida, o 'Dudu", e Anselmo Oliveira Mota (trombone Dó); Paulo Bentes da Costa, o 'Bolero' (sax-horn mib); Adalgiso Paixão (bombardino dó); Perílio Cardoso da Silva, o 'Velho' (contrabaixo ou tuba dó); Laurimar Soares Queiroz (caixa); Nicanor Barbosa (pratos);e Rafael Santana, o 'Faiéco' (bombo).

Que saudade daquele tempo!...

A esses músicos geniais dedico, em especial, este arranjo do “Hino do ‘São Raimundo Esporte Clube’", independentemente de serem ou terem sido torcedores do 'Pantera Alvinegro' ou do 'Leão Azul' ou, ainda, de outros clubes, porque tenho certeza de que todos eles integram o time da boa música, esteja onde estiverem.

Em certa ocasião, eu escrevi o seguinte:

“Alguém poderia imaginar que o disciplinado funcionário do Banco do Brasil, que trajava paletó e gravata, sapato preto, que ficava em casa com pijama de mangas e calças compridas, aquele pacato santareno, que se tornou Ministro da Eucaristia, organista e dirigente do Coro da Catedral, chegou a vestir uma camisa vermelha e entrou na folia do carnaval, tocando o seu saxofone, como nos bailes de outrora?
Isoca ainda fez mais. Chegou a jogar futebol, com calça comprida e tudo mais, numa disputa que envolvia funcionários do Banco do Brasil. No time adversário, havia um funcionário, menos graduado, que sempre deixava a bola, de graça, para ele.
Meu pai era vascaíno e torcia pelo São Raimundo Esporte Clube, de Santarém, ao qual dedicou um hino (1969), a exemplo de Lamartine Babo, autor de famosos hinos futebolísticos. Isoca fez quase uma centena de hinos, para os mais diversos eventos e homenagens.
Meu avô (José Agostinho da Fonseca, 1886-1945) também escreveu hinos ligados ao futebol, como Foot-Ball, Hino do Tapajós Foot-Ball Clube, Santa Cruz Sport Clube, Torcedoras (letra de Felisbelo Sussuarana) e União (Esporte Clube, de Fordlândia-PA).
Na tradição da família, eu também compus diversos hinos, como Hino do América Futebol Clube de Santarém (letra de José Wilson Malheiros da Fonseca), Hino do Fluminense Esporte Clube de Santarém (letra de João Luís Sarmento), Preito ao São Francisco Futebol Clube de Santarém (letra e música), Hino do Coral de Santarém (de parceria musical com Wilson Fonseca e letra de Emir Bemerguy), Hino das Olimpíadas do Colégio Dom Amando (letra de Emir Bemerguy), Hino ao Centenário do Teatro da Paz (letra de Emir Bemerguy), Hino do Folião (letra de Felisberto Sussuarana), Junta Itinerante- homenagem ao barco da Justiça do Trabalho (letra e música), Rio Símbolo – homenagem ao rio Tapajós (letra de Felisbelo Sussuarana), Canto da Escola da Magistratura (letra do Desembargador Almir de Lima Pereira), Hino da Justiça do Trabalho (letra e música) e Hino da Escola Gaspar Vianna, de Itaituba-PA (letra de José Wilson Malheiros da Fonseca)”.
(Apud "ISOCA E LAMARTINE BABO: OUTROS CARNAVAIS", publicado no Jornal “URUÁ-TAPERA – GAZETA DO OESTE” – Belém-PA, Ano XII, edição nº 104, de janeiro/2004, p. 6; e “ISOCA: O TEU TALENTO NÃO NEGA”, publicado no Jornal “O LIBERAL”, caderno Cartaz, p. 3, edição de 24.03.2004).

(...)

Atualmente (janeiro/2011), a relação de hinos que compus ultrapassa de 40 obras.

Compositor desde 1958 (com menos de 10 anos de idade), o catálogo de minha Obra Musical registra mais de 1.000 peças, em diversos gêneros (canto, coral, piano solo e a 4 mãos, violão, banda, conjuntos camerísticos para formações instrumentais e/ou vocais e peças orquestrais), inclusive o “Hino da Justiça do Trabalho”, o “Hino da Academia Paraense de Música”, a série de "Valsas Santarenas" (atualmente, 91 peças), o ciclo de canções sobre poemas de Fernando Pessoa, o ciclo de canções dedicadas a cantoras líricas e a "Sinfonia do Tapajós".

...

Em seguida, encaminharei o arquivo "mp3" (execução simulada por computador), que apresenta um som mais qualificado do que o "midi". Deixo de enviar agora para não tornar esta mensagem muito "pesada".

Por favor, aguarde.

O mp3 do hino, com o arranjo que elaborei para Orquestra, pode também ser acessado no seguinte link:


...

Há muito que eu pretendia fazer contato com a Diretoria do Clube, justamente para enviar o arranjo do “Hino do São Raimundo Esporte Clube”.

Ainda não há gravação da música.

Todavia, sugiro que você disponibilize no site, na Internet, o arquivo do mp3 que vou lhe remeter, em seguida, e/ou o link para acesso desse arquivo, acima indicado.

Seria interessante também que a Diretoria do Clube formalizasse a oficialização do hino. Se isto ocorrer, solicito que você me remeta, por e-mail, o ato respectivo (quem sabe, uma Resolução).

Estou enviando cópia desta mensagem para meu irmão José Agostinho da Fonseca Neto (maestro Tinho), que mora em Santarém, com a sugestão de que a música seja tocada, ao vivo, pela Orquestra Jovem “Maestro Wilson Fonseca”, conforme você alude em sua mensagem, e, quem sabe, seja gravada, oportunamente.

No próximo ano de 2012, a nossa família pretende comemorar o centenário de nascimento de meu saudoso pai Wilson Fonseca (maestro Isoca) e, evidentemente, o hino não poderá deixar de ser incluído na programação.

Por favor, acuse o recebimento desta mensagem e dos anexos, para a minha tranquilidade.

Atenciosamente,

Vicente José Malheiros da Fonseca
(Belém-PA)


2ª MENSAGEM____________________

Prezado Dr. André Cavalcante,
 
Agora, envio, em anexo, o arquivo mp3 do "HINO DO "SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE" (letra e música de Wilson Fonseca, maestro Isoca), com arranjo que eu escrevi para Coro, Orquestra de Sopros, Percussão e Piano, em complemento à mensagem anterior (ver abaixo).
 
O mp3 do hino, com o arranjo que elaborei para Orquestra, pode também ser acessado no seguinte link:

 
 
Atenciosamente,

Vicente José Malheiros da Fonseca
(Belém-PA)
____________________
(CONTINUAÇÃO)

Mais uma vez gostaria de externar meus agradecimentos pessoais, assim como da Diretoria do Clube, da qual faço parte e por isso me julgo no direito e dever de representá-la, ao Dr. Vicente Malheiros pela publicação da letra do Hino e do seu belíssimo arranjo.
A mensagem será encaminhada ao Presidente da Diretoria Executiva e ao Presidente da Assembléia Geral do SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE para as devidas providências quanto à oficialização do Hino e para que sejam adotadas as medidas para sua imediata gravação e divulgação no site do Clube (www.saoraimundo.com.br).
Será uma honra ter o Hino do SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE incluído na programação do 1° Centenário do Maestro Isoca, marco maior da cultura santarena e um dos mais ilustres torcedores alvinegro.
 

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

G.R.E.S BEIJA-FLOR DE NILÓPOLIS.

Foto do site da Escola
Sou torcedor da Beija-Flor de Nilópolis no Carnaval do Rio de Janeiro. Sempre fui. Herança da D. Rosilene, minha mãe, que não sei por que simpatizou com a escola azul e branca da baixada fluminense.

Admiro a forma como uma comunidade sem muitos recursos pode fazer uma Escola conhecida pelo luxo, beleza e garra.

Em 2011 a Beija-Flor vai homenagear o Rei Roberto Carlos, acho que vem mais um título por ai.


A SIMPLICIDADE DE UM REI.


Autores: Samir Trindade, Serginho Aguiar, JR. Beija-Flor, Sidney de Pilares, Jorginho Moreira, Théo M. Netto, Mourão e Cleber do Sindicato.


A saudade
Vem pra reviver o tempo que passou
Ah! Essa lembrança que ficou
Momentos que não esqueci
Eu cheio de fantasias na luz do Rei menino
Lá no seu Cachoeiro
E lá vou eu... De calhambeque a onda me levar
Na jovem guarda o rock a embalar... Vivendo a paixão
Amigos de fé guardei no coração
Quando o amor invade a alma... É magia
É inspiração pra nossa canção... Poesia
O beijo na flor é só pra dizer
Como é grande o meu amor por você!
Nas curvas dessa estrada a vida em canções
Chora viola! Nas veredas dos sertões
Lindo é ver a natureza
Por sua beleza clamou em seus versos
No mar navegam emoções
Sonhar faz bem aos corações
Na fé com o meu Rei seguindo
Outra vez estou aqui vivendo esse momento lindo
De todas as Marias vêm as bênçãos lá do céu
Do samba faço oração, poema, emoção!

A Beija-Flor será a última no segundo dia de desfiles, dia 07/03/2011. A previsão é que a Escola entre na Marquês de Sapucaí 02:25 e 03:50 horas.
Olha a Beija-Flor ai gente!

Fonte: Site oficial da Escola – http://www.beija-flor.com.br/

TRAJETÓRIA DO PANTERA NO PARAZÃO 2011

3ª RODADA

Após dois jogos fora o SÃO RAIMUNDO E. C. finalmente estréia em casa. Contando com o apoio de um grande público, o que certamente ocorrerá no caso de bons resultados fora, o Pantera enfrentará o famoso “Mapará Elétrico”, o CAMETÁ SPORT CLUB.

Clube da cidade que empresta seu nome, o CAMETÁ ficou à frente do SREC no PARZÃO 2010 e teve uma boa estréia em certames nacionais, mesmo não passando da 1ª fase da Série D 2010.

Tradicionalmente é um Clube que aposta em atletas locais. Para este ano realizou uma grande peneirada em cidades da região como Mocajuba e Baião, de onde selecionou nada menos do que 11 jogadores que passaram a compor seu elenco profissional. Para encorpar o time o Clube ainda contratou o ex-zagueiro azulino Pedro Paulo e o meia Julinho do Democrata de Minas Gerais. Manteve o atacante Balão, por muitos anos jogador do Paysandú, e trouxe de volta o goleiro André Luiz e o atacante Jailson que disputaram a 1ª Fase do Campeonato pela Tuna Luso. É um time experiente e, portanto, perigoso.

Outro destaque do CAMETÁ é o Técnico Fran Costa. Ex-Diretor do Abaeté virou treinador no Paraense de 2008 e não largou mais a função. É um profundo conhecedor do futebol paraense e já treinou, inclusive, Clubes de outros estados.

Será um jogo chave para o SÃO RAIMUNDO, pois se de fato almeja algo mais neste Campeonato não poderá se dar ao luxo de perder pontos em casa. Certamente será um jogo nervoso. Por sua vez o CAMETÁ pela experiência poderá não sentirá tanto a pressão das arquibancadas. Acredito que um gol nos primeiros minutos poderá por os nervos no lugar e fazer com que o SREC arranque para sua 1ª vitória em casa.

De qualquer forma a participação da torcida será fundamental para o Clube, não só pela força que costuma passar aos jogadores como para dar certa tranqüilidade financeira à Diretoria em relação ao pagamento da folha salarial do elenco.

Tem tudo para ser um grande jogo.
(continua)

Fundado em 22/06/2007 e profissionalizado 2009, o CAMETÁ SPORT CLUB ficou em 4º lugar no PARAZÃO 2010.
Manda seus jogos no Estádio Orfelino Martins, o "Parque do Bacural", com capacidade para 8.230 torcedores.
Cores: Azul, verde e vermelho.
Sede: Rua 23 de Novembro, Box 02, s/n°. CEP: 68.400-000. Cametá - Pará.
Presidente: Fernando Camarinha.

Fonte: Federação Paraense de Futebol.

JORGE PANZERA

Recebemos hoje pela manhã um telefonema do Ex-Titular da SEEL, Jorge Panzera.
Bicolor de quatro costados, o ex-Secretário reafirmou sua simpatia pelo SÃO RAIMUNDO (segundo ele seu 2° time no Pará) e desejou sorte ao Clube neste início de temporada, também se colocou a disposição para intermediar contatos e apresentação de projetos junto ao Ministério dos Esportes, uma vez que foi mantido na pasta o Ministro Orlando Silva, seu companheiro de PC do B.
Foi durante a gestão do Secretário Jorge Panzera que o SÃO RAIMUNDO conquistou seu maior título, o de Campeão Brasileiro da Série D – 2009. Certamente será um valioso aliado para o Pantera junto ao Ministério dos Esportes em Brasília.
Jorge Panzera, André Cavalcante
e Lenadro Schilipake

PAYSANDÚ CAMPEÃO EM PARAMARIBO.

O Paysandú conquistou ontem, ao bater o Clube do Remo nos pênaltis, o Título do Torneio de Paramaribo/Suriname.

Torneio estranho já que o Campeão somou a metade dos pontos (2) do 2º colocado (Remo) e do 3º (Inter Mongotapoe). Apenas o representante Holandes não pontuou.

De qualquer maneira trata-se de um título internacional que rendeu ao Papão algo em torno de US$50.000,00. O jogador Tiago Potiguar, meia do PSC, foi eleito o melhor jogador do Torneio e recebeu um prêmio de US$500,00.

Agora as atenções do PSC e do Clube do Remo voltam-se para o Campeonato Paraense que começa no próximo dia 22.

domingo, 9 de janeiro de 2011

SÃO RAIMUNDO E. C. - HINO OFICIAL


Arte importada do site do Clube - Foto Elliank Queiroz
Em homenagem aos 67 anos do SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE o Dr. Vicente Malheiros da Fonseca postou no Blog do Jeso a letra do Hino Oficial do Pantera composta pelo Maestro Isoca em 1969 a pedido do também saudoso Everaldo Martins (à época Prefeito de Santarém e Presidente do Clube), e um arranjo para Coro, Orquestra de Sopros, Percussão e piano composto por ele em 2008, o qual pode ser ouvido pelo link: http://www.sendspace.com/file/7mb8e4.


HINO DO SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE
Letra e Música: Wilson Fonseca (1969)

Neste canto vibrante de fé,
Vamos todos com alma sincera
Levantar nosso brado, de pé,
Ao valente e altivo “PANTERA”.

Os teus feitos te envolvem de glórias
Conquistadas por bravos, por fortes.
Em tuas lutas se buscas vitórias,
Tens por mira elevar os esportes.

“São Raimundo” de raça, querido
Alvinegro que o povo quer bem,
Nos gramados tu és sempre aplaudido
Pois teu nome traduz Santarém.

“São Raimundo” de raça, querido
Alvinegro que o povo quer bem,
Nos gramados tu és sempre aplaudido
Pois teu nome traduz Santarém.

Há algum tempo a Diretoria do SREC solicitava tanto ao Dr. Vicente Malheiros quanto ao Maestro Tinho, ambos filhos do Mestre Isoca, a letra e música do Hino Oficial para ser disponibilizada no site do Clube, já que a múscia que se toca hoje, de autoria do compositor Cézar Brasil, é sabidamente um hino não oficial.
O resgate do Hino Oficial, além de uma justa e necessária providência para a história do Clube é mais um motivo de orgulho para alvinegros por se tratar de uma obra do inigualável Maestro Wilson Fonseca (Isoca).
De parabéns o Dr. Vicente Malheiros por esta oportuna homenagem ao Clube e, também, pelo seu belíssimo arranjo. Quem sabe em breve não possamos ver esta obra executada ao vivo em Santarém.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

1º RExPA DO ANO.

Encerrou a pouco o 1º jogo oficial do Clube do Remo em 2011.

O Leão Azul bateu o Excelsior Rotterdam pela 2ª rodada do Torneio do Suriname por 2x0 (gols de Marlon e Tiago Marabá). Com isso pela segunda vez na história Remo e Paysandú (que bateu o Inter Moengotapoe do Suriname na quarta-feira nos pênaltis) se enfretarão fora do Brasil (a 1ª também foi no Suriname).

O 1º RExPA do ano será domingo, 09/01, às 17 horas.

O desempenho do Remo deve ser destacado e servir de alerta para o SÃO RAIMUNDO, já que a vitória azulina se deu em cima de um Clube da 1ª Divisão da Holanda que, para quem já se esqueceu, é a atual Vice-Campeã Mundial.

TRAJETÓRIA DO PANTERA NO PARAZÃO 2011.

2º RODADA
Passada a 1ª rodada, quiça com uma bela vitória sobre o Remo (convenhamos que não é nenhuma novidade o PANTERA bater em Leão, principalmente os azuis), o SREC cai na estrada para percorrer os 485 Km que separam Belém de Marabá onde enfrentará o ÁGUIA em 27/01, 5ª feira.

Comandado com maestria pelo Técnico João Galvão, um dos mais carismáticos profissionais do futebol que conheço, o ÁGUIA DE MARABÁ sempre é um time perigoso em seus domínios. Jogando no “Zinho de Oliveira”, um estádio acanhado onde o torcedor faz muita pressão, o Águia vai tentar compensar a falta de condicionamento físico e técnico com muita pressão, principalmente nos primeiros minutos do jogo.

Acontece que pelas notícias que chegam de Marabá, o gramado do Estádio “Zinho de Oliveira” encontra-se em condições tão ruins que sequer tem condições de comportar os treinamentos do ÁGUIA que, por conta disso, vem enfrentando dificuldade para desenvolver trabalhos com bola. Não é precipitação afirmar que se não houver uma intervenção imediata da Prefeitura Municipal, proprietária do Estádio, o ÁGUIA poderá perder esta importante arma e ter que mandar seus jogos no Estádio de Parauapedas onde, inclusive, já enfrentou o Pantera em 2009 (o placar daquele jogo foi 2x2 com um gol espírita do lateral Hugo De Leon do meio de campo).

Fora este problema com o Estádio local, o ÁGUIA, mesmo já não tendo as mesmas condições financeiras dos outros anos, conseguiu manter boa parte do elenco de 2010. As baixas que mais serão sentidas certamente serão a do volante Daniel (autor do gol de empate em Marabá no Campeonato de 2010) e do zagueiro Ari que se transferiu para o Paysandú. Por outro lado, o treinador Galvão me confidenciou que espera muito do recém contratado lateral Berg, que em sua ótica é melhor que a revelação do Clube em 2009, o lateral Vitor Ferraz (hoje no Atlético Goianiense). Outra contratação que também merece destaque é a do meia Fabrício, jogador com passagem no futebol Turco (Busasport) e que jogou pelo Paysandú ano passado.

Certamente será um jogo complicado e cheio de alternativas. Acredito, contudo, que na 2ª rodada o SÃO RAIMUNDO ainda levará vantagem frente a times que iniciaram tarde sua preparação, como o ÁGUIA, o que somado a tradição que o PANTERA tem de complicar os jogos em Marabá, podemos esperar um bom resultado. É possível que o SREC traga de Marabá um ou até mesmo três pontos.

O único complicador pode ser a longa e desgastante viagem que o SREC terá de enfrentar entre os dois primeiros jogos, já que o prazo é muito curto para uma recuperação plena. Contudo, as conversações com a FPF já estão em curso para que o Clube faça a viagem via aérea. Se não conseguir, o Clube deve pensar grande e bancar o que for preciso, principalmente se um bom resultado vier na 1ª rodada.

De qualquer forma acredito na mística do PANTERA que sempre cresce nas adversidades.

(continua)

BRASILEIRÃO 2011 - SÉRIE C

A TV Brasil, emissora pública, anunciou nesta semana seu interesse em transmitir algumas partidas da Série C do Brasileirão 2011. A notícia é alentadora para os 20 Clubes que disputam o certame (entre eles Águia de Marabá e Paysandú), já que se repetida a parceria da Fase Final deste ano a estatal custeará passagens aéreas, hospedagem e alimentação para os participantes.

Infelizmente, pelo menos por enquanto, nada se falou sobre a Série D (onde estará o SREC e mais um Clube Paraense), contudo, acredito que pelo menos nas fases finais do Campeonato há alguma chance do mesmo ocorrer.

Tudo é uma questão política. Quem pode mais, consegue mais. Será que nós podemos?

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

TRAJETÓRIA DO PANTERA NO PARAZÃO 2011.

1ª RODADA
Com a divulgação da Tabela do PARAZÃO 2011, o SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE (SREC) já sabe sua trajetória no campeonato regional deste ano.
O primeiro adversário, como já era de conhecimento de todos, é o Clube do Remo, tradicional e sempre difícil adversário que, contudo, passa por um dos mais conturbados momentos da sua história. Desde 2009 quando ficou de fora do Brasileiro da Série D justamente por culpa do SREC, o Remo não sabe o que é ganhar um Título.
Com a transição de comando (o novo presidente, Sérgio Cabeça, assumiu nesta terça), o Remo iniciou tarde sua preparação. Com poucos remanescentes do elenco de 2010 e contratações de atletas desconhecidos do eixo Rio-SP, o Clube aposta todas suas fichas na competência do treinador Paulo Comelli que mesmo com pouco tempo de trabalho aceitou que o Clube disputasse um Torneio no Suriname (comemoração da Confederação local de futebol). Pouco se sabe da equipe que ira disputar o PARAZÃO, o que só será revelado em parte a partir desta sexta, quando o Clube estréia no torneio enfrentando o Excelcior de Rotterdan, Clube da 1ª Divisão da Holanda (ocupa atualmente a 16ª posição em 18 participantes).
Em 2009 o Clube do Remo passava por um momento semelhante. Estreou contra o mesmo SREC e levou uma goleada histórica em pleno “Baenão” (5x1 para o Pantera). Não acredito que um placar tão elástico se repita ou que a partida sequer seja fácil. Naquela oportunidade o Remo formou quase que totalmente com atletas locais oriundos das divisões de base. Era uma equipe frágil que foi quase que totalmente reformulada no decorrer do certame. A equipe deste ano, mesmo com bem menos tempo de preparação, conta com jogadores experientes. Logicamente que faltará entrosamento e mesmo preparo físico e é ai que o SREC tem tudo para levar vantagem, já que no dia da estréia serão mais de 60 dias de treino.
Acredito em uma boa estréia e em mais uma vitória do Pantera Negra contra o Leão de Antônio Baena.
(continua)

TWITTER

Após alguma relutância me rendi a já não tão nova onda. Abri uma conta no twitter.
Agora as novidades do blog em primeira mão no "andrestm14".

FPF DIVULGA TABELA DA FASE PRINCIPAL DO PARAENSE 2011.

A FPF – Federação Paraense de Futebol, divulgou a Tabela completa do Paraense 2011.
Como todos já sabiam o SÃO RAIMUNDO E. C. estréia dia 24/01/2011 em Belém contra a equipe do Clube do Remo, em seguida viaja até Marabá para enfrentar o Águia, Vice-Campeão Paraense em 2010, no dia 27/01 (quinta-feira).
A estréia do Pantera em casa acontecerá apenas em fevereiro, quanto enfrenta no dia 02 (quarta-feira) a equipe do Cametá, e no dia 06 (domingo) a equipe da Tuna Luso. Os outros jogos serão: dia 12/02 (sábado) contra o Castanhal fora; dia 16/02 (quarta) contra o Independente fora e finalmente, encerrando a fase de classificação do 1° Turno, dia 27/02 (domingo) em casa contra o Paysandú. As semifinais do 1° Turno correrão nos dias 09 e 12 de março, a as finais nos dias 20 e 27 também de março.
Veja a tabela completa do Parazão 2011 no site da FPF: www.fpfpara.com.br

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

ESPERANÇA DE UMA POLÍTICA MAIS IGUALITÁRIA PARA O FUTEBOL DO PARÁ

O Governador Simão Jatene, em entrevista ao “Bom Dia Pará”, telejornal da TV Liberal, desta segunda-feira (03/01) deu a entender que a descarada política de favorecimento à Remo e Paysandu irá mudar em seu Governo.
Questionado quanto o que o novo Governo fará em relação à famosa dupla, o Governador assegurou que não pode desenvolver uma política específica para os dois e sim para todo o futebol paraense.
A fala do Governador se coaduna com os discursos de inconformismo dos Deputados Alexandre Von e Ítalo Mácola, entre outros, em relação à distribuição da verba de patrocínio/transmissão feita pelo Governo Ana Júlia que repassava aos dois “titãs” mais de R$1.400.000,00 (para cada) e para os demais menos de R$150.000,00 por ano.
Não sendo jogo de cena, começa bem o novo Governo, já que deixa de promover esta absurda desigualdade.
Outra notícia importante para o mundo esportivo foi nomeação dos novos condutores da SEEL, que neste Governo deve voltar a se chamar SECRETARIA EXECUTIVA (sai o termo “DE ESTADO”) DE ESPORTE E LAZER. Assume a pasta o vereador e ex-Prefeito de Belém, Sahid Xerfan, tendo como Adjunto o Eng. Civil e Gestor Esportivo Christian Costas. Não conheço o perfil em matéria esportiva do Titular, contudo, o Adjunto tem lastro principalmente junto ao Paysandu aonde chegou a desenvolver um sério trabalho de marketing.
De qualquer forma, segue a tradição da SEEL ser comandada por bicolores, pois com exceção do Secretário Albertinho Leão (não me recordo em relação a Drª. Lúcia Penedo), desde o Secretário José Ângelo Mirando, só deu papão.
A expectativa agora gira em torno de como se dará o apoio do Governo do Estado ao Campeonato Paraense, uma vez que o Contrato de 05 anos assinado com o Governo Ana Júlia foi denunciado pela FPF e até o momento não se houve falar em qualquer substituto ao referido compromisso.
De toda sorte, os resultados dos dois últimos Campeonatos em termos de audiência da FUNTELPA, via TV Cultura, foram extremamente expressivos para serem ignorados pelo novo Governo. Resta-nos esperar e torcer.